20 de abr de 2017

doa a quem doer

não sou cristã, não tenho religião
se acredito em Deus, não tenho certeza.
certamente, não neste Deus de quem ouço falar.

sei o que sinto, as coincidências, a magia, a energia
tenho certeza que não estamos, como humanidade moderna, conectados com 
o divino.

não acredito em ovnis, ets, ou seres espaciais evoluídos.

acredito na bondade,

não creio em boas intenções, 
não há.
acredito em ações.

sinto o medo, o horror, a miséria
sinto que há esperança

hoje não consigo fazer nada para mudar 
mas está certo que farei.

algumas pessoas não deveriam estar vivendo neste mundo,
é certo.
mas são reflexos do mundo de cabeça pra baixo.

direitos humanos, sim
posso pensar diferente se for meu filho,
sim também.

mas por enquanto é isso.

meu aniversário está chegando...



26 de mar de 2016

balanço

dados dos últimos 5 anos (março 2011 a  março 2016)

- 2 anos e 3 meses grávida
- 1 ano amamentando
- 3 crianças nascidas
- 2 idas a Ilhabela
- 2 viagens aos USA
- 1 tiro até Bonito
- 1 semana em Arraial D'ajuda
- 1 salgada no mar de Camboriú

bastante disposição e alegria


1+1=5

me disseram que doía. achava que imaginava como era, que entendia que doía mesmo.
nada poderia em preparar para a sentir a dor das contrações do trabalho de parto.
não sabia de nada. aquela dor era impossível, vinha de 2 em 2 minutos e durava quase 1 minuto.
chorei, pedi socorro, briguei e quando a anestesia fez efeito eu senti o alívio de saber que nunca mais passaria por isso. nasceu minha terceira filha. a última de três.

quando poderíamos imaginar, Nê, que tanto amor poderia chegar tão longe.
em agosto comemoraremos 20 verões juntos, dormindo e acordando do seu lado.
nos perdemos em alguns outonos. em outros, tínhamos tudo.
não podia imaginar como é forte o laço que amarramos.
aquele patuá, naquele dia na praia, foi pro mar com muita mandinga.
vontade eterna.




3 de set de 2014

2014

nem sei o que dizer. 
faz tanto tempo que não registro nada...
hoje estou seca, mas há previsão de chuva.


12 de mar de 2013

Sempre em frente

Parece bobagem
O que te faz levantar da cama as 2 da manhã
Inquietação
Prelúdio do momento certo
Vem quando quer
Incontrolável

Força fiel
Nunca me abandona
Mesmo quando eu me abandono

Hoje dia 12 começa a contagem para 9 semanas e 1/2
de pura obstinação
Não quero sujar este papel branco
Rabisco virtual
Eu registrarei este percurso, sem dúvida.
Gosto de deixar marcado os caminhos por onde passo.
Quero lembrar sempre

Hoje, agora,
difícil de organizar os fragmentos
pedaços esses que me acertam em cheio
A cortina esconde o que não quero mostrar
O silêncio revela o que não posso esconder
Minha culpa mostra quem eu sou.





3 de out de 2012

O tempo não para

Há tanto tempo não tenho mais tempo.
Precioso tempo que não volta mais.
Queria controlar o tempo, pará-lo.
Faria bom uso de mais alguns minutos.
Irremediável e implacável para todo mundo, certamente.
Para mim que sinto tanto ... é angustiante.

No entanto, com o (lá vem ele) tempo a angústia se transforma em resignação, ou melhor
aceitação, sério, numa boa.
Entendimento de que o que sinto é micro perto do tamanho da significação do - tempo.
Fazer parte do tempo torna-se confortante.
Não poderia ser diferente.





12 de jun de 2012

super Nanda

acordo as 7 com um sonzinho doce de neném chamando
amamento com os olhos ardendo de sono
preparo café com  leite e torradas com neném no colo (tem que ser master)
troco neném, brinco com neném
lavo as louças do dia anterior
recolho as roupas pela casa e boto a lavadora pra funcionar
retiro roupas do varal, dobro e guardo
arrumo as baguncites gerais
faço suco pro neném
desço no térreo para tomar sol
arrumo a cama e tomo um banho
preparo papinha do neném e arrumo a bolsa para sairmos
levo carrinho, bolsa do neném e minhas tralhas e coloco tudo no carro
almoço e dou papa pro baby
tudo de volta pro carro e vamos pro Sigma
entrego a baby pra Letícia e vou trabalhar
ligo, escrevo, penso, crio e logo já está na hora de voltar
carrego tudo pro carro e volto tentando distrair neném que chora enquanto dirijo
preparo lanche para nós e esfrego os paninhos sujos de mamão
boto a banheira pra encher enquanto fervo os utensílios do neném
dou banho no neném
brinco e amamento neném por 1 hora
coloco neném pra dormir
arrumo a cama, coloco pijama e, se não desmaio antes, leio alguma coisa

consigo, dias sim, dias não, ler e-mails, ligar pros meus amigos e uma vez por semana, se tiver sorte, encontrá-los
consigo ir ao dentista, médico, cabeleireiro, manicure e depilação
consigo fazer um exercício, hora aqui, hora ali
consigo levar o carro pra arrumar, levar casacos na lavanderia,
consigo ensaiar com a banda e ouvir músicas, tirar letras, descarregar as fotos pro computador, editar aquela que minha mãe pediu

faço isso com bom humor, com delicadeza e carinho
tenho paciência com a chatice e mau-humor alheio
aguento minhas próprias broncas e não desconto nos outros

MAS HOJE NÃO
NÃO FALE UMA FRASE ERRADA PRA MIM
PQ HOJE EU NÃO CONSIGO NADA
TO CANSADA!